Última hora

Pentágono confirma morte do líder do grupo radical islâmico na Somália

Pentágono confirma morte do líder do grupo radical islâmico na Somália
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Pentágono e as autoridades somalis confirmaram a morte do líder do grupo radical islâmico Al-Shabaab.
A informação já tinha sido avançada durante esta semana, mas só agora foi confirmada oficialmente. Ahmed Godane foi morto por um ataque aéreo americano na Somália na segunda-feira.

A morte do fundador do grupo extremista é considerada pelos especialistas e pelas autoridades como uma importante perda simbólica e operacional. Abdi Aynte, diretor executivo do Instituto de Estudos Políticos Heritage, acredita que “vamos assistir a uma batalha pela liderança da organização. E é pouco provável que a al-Shabaab se mantenha intacta e tão coesa depois da morte de Godane uma vez que era uma figura central na organização.”

O Al-Shabab é um grupo islamita somali com ligações à al-Qaeda…que tentava implantar a lei islâmica no país. Em setembro no ano passado, esta organização reivindicou o ataque a um centro comercial em Nairobi, no Quénia, onde morreram 70 pessoas e 200 ficaram feridas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.