Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Escócia independente teria de se candidatar à União Europeia

Escócia independente teria de se candidatar à União Europeia
Tamanho do texto Aa Aa

A Escócia teria que deixar a União Europeia e solicitar posteriormente a adesão, caso o atual território do Reino Unido se torne um país independente.

Os independentistas defendem uma entrada automática mas, em mais do que uma ocasião, o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, explicou que teria de haver uma candidatura a ser aprovada por todos os Estados-membros.

O tópico voltou a ser debatido pela comunicação social, em Bruxelas, depois de uma uma sondagem de opinião, divulgada domingo, ter atribuído a vitória aos independentistas no referendo de 18 de setembro.

Mas a porta-voz de José Manuel Barroso, Pia Ahrenkilde-Hansen, recusou quaisquer esclarecimentos, alegando que “a dez dias da votação não vamos interferir na campanha com declarações que poderão ser de algum modo aproveitadas, aqui e ali”.

Contudo, os serviços da Comissão Europeia disponibilizaram a carta que Barroso enviou a um membro do Parlamento do Reino Unido, em 2012, onde refere que seria necessária nova candidatura da Escócia.

O analista político Vivien Pertusot chama a atenção para o facto de “além de ter que solicitar a adesão – que depois teria de ser votada pelo Conselho Europeu -, o maior risco para a Escócia é fazer muitas exigências nesse pedido para entrar na União”.

“Nomeadamente, não querer adotar a moeda única, não aplicar o acordo de Schengen sobre livre circulação de pessoas. Seria muito difícil para a Escócia obter todas as exceções de que tem vindo a usufruir por ser parte do Reino Unido”, refere o analista do Instituto Francês para as Relações Internacionais.

O caso escocês pode criar um precedente por outros territórios com iguais pretenções, tais como a Catalunha, em Espanha.