Última hora

Última hora

Ankara afirma não ter pagado pelo resgate dos reféns

Em leitura:

Ankara afirma não ter pagado pelo resgate dos reféns

Ankara afirma não ter pagado pelo resgate dos reféns
Tamanho do texto Aa Aa

Os 49 turcos detidos pelo Estado Islâmico
desde junho, regressaram à Turquia. Uma operação que Ankara afirma não ter envolvido pagamento de resgate.

Este grupo de diplomatas e agentes de segurança turcos foi capturado durante o assalto dos djihadistas ao consulado da Turquia em Mossul.

O primeiro ministro turco Ahmed Davutoglu encontrou-se com os reféns e seus familiares.

O governo turco, apoiante dos opositores do presidente sírio Bachar al-Assad, tem sido acusado de fornecer armamento a grupos islamistas que combatem o regime de Damasco, mas Ankara negou sempre apoiar os rebeldes do Estado Islâmico.

A preocupação com a sorte destes reféns tem sido evocada pela Turquia para explicar a recusa de participar nas operações militares da coligação anti-djihadista lançada pelos Estados Unidos.