Última hora
This content is not available in your region

Coligação internacional bombardeia posições na Síria

Coligação internacional bombardeia posições na Síria
Tamanho do texto Aa Aa

Está aberta uma nova frente na luta contra o Estado Islâmico. Pela primeira vez, a coligação de países liderada pelos Estados Unidos atacou posições na Síria.

Estes bombardeamentos terão feito cerca de 80 mortos, alegadamente incluindo oito civis. Os outros seriam membros do Estado Islâmico e de um outro grupo com ligações à al-Qaeda.

Os ataques contra o Estado Islâmico foram feitos pela coligação, enquanto o bombardeamento às posições da al-Nusra, filial síria da al-Qaeda, foram feitos só pelas forças americanas.

Foram atacados campos de treino, sedes e depósitos de armas, no norte e no leste da Síria.

os bombardeamentos centraram-se em Raqqa e Deir el-Zour, no leste da Síria, mas também no norte, nas zonas de Alepo e Idlib.

Esta foi a primeira intervenção militar estrangeira na Síria desde que começou, em 2011, a guerra civil que opõe o governo de Bashar el-Assad aos rebeldes. A entrada em cena do Estado Islâmico, que ocupou várias regiões, mudou completamente a forma de ver este conflito.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.