Última hora

Última hora

França reforça segurança após decapitação de Hervé Gourdel

Em leitura:

França reforça segurança após decapitação de Hervé Gourdel

França reforça segurança após decapitação de Hervé Gourdel
Tamanho do texto Aa Aa

As medidas de segurança vão ser reforçadas em locais públicos e nos transportes em França, depois de um grupo ligado ao Estado islâmico ter decapitado o refém francês Hervé Gourdel. A decisão foi anunciada após o Conselho de Defesa, que se realizou esta quinta-feira.

O cidadão francês foi sequestrado na Argélia, depois de a França ter começado a bombardear posições do Estado Islâmico no Iraque, mas Paris já garantiu que não se deixa intimidar e esta quinta-feira voltou a realizar novos ataques.

“A França não vai ceder à intimidação. Esta é a reação que devemos ao nosso concidadão que foi assassinado”, sublinhou o primeiro-ministro Manuel Valls.

Em Paris, os muçulmanos temem pagar pelas ações dos jihadistas. “Somos nós que vamos pagar o preço. Todas as pessoas vão pagar o preço aqui. A culpa é deles, mas somos nós que pagamos o preço”, afirma um imigrante.

A família do refém Hervé Gourdel apelou a que não haja palavras de ódio nas diversas homenagens que vão realizar-se em França.