Última hora
This content is not available in your region

Guerra da Bósnia: Karadzic reafirma-se "inocente"

Guerra da Bósnia: Karadzic reafirma-se "inocente"
Tamanho do texto Aa Aa

O processo de Radovan Karadzic entra na fase das alegações finais. Em Haia, perante o Tribunal Internacional para a Ex-Jugoslávia, o antigo líder dos sérvios da Bósnia voltou, esta quarta-feira, a declarar-se “inocente” de todos os crimes de que é acusado, cometidos durante a guerra da Bósnia.

Karadzic, que se representa a si próprio no processo, alega que o procurador, Alan Tieger, não tem provas concretas e o acusou, desde o primeiro dia do processo, de ser “um mentiroso e um monstro. E esse é o argumento mais forte da acusação”, rematou Karadzic.

Aos 69 anos, o antigo líder dos sérvios da Bósnia enfrenta 11 acusações de crimes de guerra, contra a humanidade e genocídios, entre os quais, o massacre de Srebrenica, no qual morreram 8.000 rapazes e homens muçulmanos.

O veredicto é esperado, apenas, no próximo ano.