Última hora
This content is not available in your region

Putin diz que sanções são "um estímulo"

Putin diz que sanções são "um estímulo"
Tamanho do texto Aa Aa

As sanções ocidentais são um estímulo para que a Rússia desenvolva o mercado interno e encontre novos parceiros económicos. Foi a ideia que o presidente russo Vladimir Putin deixou na abertura do fórum económico “Russia Calling”, um evento organizado todos os anos por um banco.

O presidente disse que considera as sanções injustas e que esta é uma situação que o país vai ultrapassar: “As condições tornaram-se mais complicadas para nós. No entanto, como já mencionei, este é um estímulo para nós. Precisamos de mobilizar recursos e tomar as boas decisões. Uma das nossas prioridades é aprofundar os negócios, o comércio e as parcerias de investimento com os países da América Latina, do Pacífico e o grupo BRICS, como a China e a Índia”.

Vladimir Putin disse ainda que não quer impor restrições à circulação de capital estrangeiro, numa altura em que a cotação do rublo está em queda por causa das sanções. Putin quer também criar alternativas ao sistema de transferências internacionais Swift, do qual a Rússia foi excluída.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.