Última hora

Supercarregador para barcos carrega bateria em dez minutos

Supercarregador para barcos carrega bateria em dez minutos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

São precisos apenas dez minutos para carregar a bateria do ferry que liga o centro de Estocolmo à periferia. Um tempo recorde só possível graças ao uso de um supercarregador de bateria.

Os trajetos regulares começaram há um mês. A bateria de hidreto metálico de níquel permite uma hora de navegação.

Por enquanto, há apenas uma estação de carregamento em Estocolmo. O ferry é obrigado a usar um gerador de eletricidade a gasóleo para percorrer a totalidade do trajeto.

Mas dentro de semanas, as novas estações deverão estar prontas. O barco poderá realizar a totalidade do percurso.

A nova embarcação é menos dispendiosa que os modelos equipados com motores a gasóleo.

“O sistema recorre a um supercarregador. A embarcação pode circular durante uma hora e carregar a bateria durante dez minutos. Com um supercarregador o tempo de utilização do barco aumenta, em relação aos sistemas em que a bateria tem de ser carregada durante a noite”, explicou Hans Thornell, presidente da empresa sueca Green City Ferries.

Uma das principais vantagens do sistema é a redução da emissão de dióxido de carbono. Além de poluir menos, há uma diminuição de 30% dos custos operacionais.

“A grande vantagem do sistema tem a ver com questões ambientais. Um barco deste tamanho com motor a gasóleo emite muito dióxido de carbono e óxido de nitrogénio e outras partículas perigosas para a saúde. Neste caso controlamos todo o ciclo de fornecimento da eletricidade, somos proprietários da estação eólica portanto controlamos os propulsores”, acrescentou o responsável.

O ferry elétrico tem ainda outra grande vantagem: produz muito menos ruído e vibrações, o que torna a viagem mais agradável.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.