Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Al-Sissi: Ataques no Sinai são parte de uma "conspiração estrangeira"

Al-Sissi: Ataques no Sinai são parte de uma "conspiração estrangeira"
Tamanho do texto Aa Aa

Num discurso televisivo, o Presidente do Egito, Abdel Fattah al-Sissi, disse que os ataques no Sinai são parte de uma “conspiração estrangeira” e que a resposta militar nessa zona se prolongará no tempo.

O chefe de Estado apontou que o Egito está a ser objeto de uma “conspiração”, que começou antes de 3 de julho de 2013, quando o exército destronou o islamita Mohamed Morsi.

“Esta operação contra o exército egípcio foi financiada por um fundo estrangeiro. e teve com objetivo quebrar a espinha dorsal do Egito e dos egípcios”, afirmou Abdel Fattah al-Sissi.

O ataque de sexta-feira matou 31 soldados egípcios estacionados no Sinai.

Al-Sissi justificou igualmente as medidas excecionais tomadas em várias partes do norte do Sinai, em especial a declaração de estado de emergência e o recolher obrigatório, assim como o fecho da ligação a Rafah que faz fronteira com Israel.