Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Luta pelo poder no Burkina Faso

Luta pelo poder no Burkina Faso
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A vaga de contestação no Burkina Faso prossegue e com ela a luta pelo controlo do país. O tenente-coronel Isaac Yacouda Zidar reivindicou o poder, horas depois do chefe do Estado Maior das Forças Armadas, Honoré Traoré, que anunciou liderar o Governo de transição até à convocatória de novas eleições.

Traoré tinha substituído o presidente Blaise Compaoré. No poder há 27 anos, Compaoré tentou alterar a Constituição para prolongar o mandato, mas foi travado por uma multidão em fúria.

O chefe de Estado não resistiu à pressão popular dos últimos dias e acabou por apresentar a demissão. De acordo com as últimas informações, o até agora Presidente do Burkina Faso abandonou a capital e já se encontra no sul do país.

A ira dos opositores aumentou ao ponto de se incendiar o Parlamento na quinta-feira e outros edifícios oficiais.