Última hora
This content is not available in your region

Queda de avião espacial não "despenha" sonho de Branson

Queda de avião espacial não "despenha" sonho de Branson
Tamanho do texto Aa Aa

A queda do avião espacial da Virgin não vai pôr fim ao projeto da companhia de levar turistas ao espaço.

O diretor da empresa, o milionário Richard Branson, garantiu que os testes vão prosseguir após o inquérito às causas que levaram ao despenhamento do SpaceShipTwo, na sexta-feira.

O acidente, minutos após o lançamento do aparelho de um avião transportador, a 13 mil metros de altitude, provocou a morte de um piloto, ferindo gravemente outro, sobre o deserto de Mojave, 150 metros a norte de Los Angeles.

“Vamos tirar lições sobre o que correu mal de forma a melhorar a segurança e o desempenho para podermos continuar a avançar pois acredito que os maiores avanços da humanidade têm sempre a sua parte de sofrimento”, afirmou Branson.

Mas o patrão da Virgin e da filial Virgin Galactic terá certamente que rever o objetivo de iniciar os primeiros voos comerciais já na próxima primavera, num momento em que os investigadores tentam apurar as razões do acidente, durante o quarto teste com o protótipo do aparelho.

Algumas fontes afirmam que os responsáveis do projeto teriam utilizado pela primeira vez um novo tipo de combustível, aparentemente considerado seguro.

Entre a equipa de investigadores enviada para o deserto de Mojave encontram-se os inspetores federais responsáveis pelo inquérito aos acidentes dos vaivém Challenge e Colombia.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.