A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

ONU condena eleições no leste da Ucrânia enquanto Kiev prepara resposta

ONU condena eleições no leste da Ucrânia enquanto Kiev prepara resposta
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

“Infelizes e contraprodutivas”. Foi desta forma que o secretário-geral da ONU definiu as eleições nas regiões separatistas do leste da Ucrânia, que ameaçam deitar por terra o acordo de paz com Kiev.

Esta terça-feira tiveram lugar as cerimónias de tomada de posse dos “presidentes” das duas autoproclamadas Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk.

Em Kiev, o chefe de Estado ucraniano, Petro Poroshenko, frisava ontem que “a farsa eleitoral do dia 2 põe em risco o processo de paz, iniciado com grande esforço, e piora a situação na região de Donbass. As responsabilidades caem exclusivamente sobre os organizadores e os que ordenaram e executaram estas pseudo eleições”.

O presidente vai rever todos os compromissos de paz assinados com os rebeldes pró-russos, em setembro, em Minsk. Kiev poderá suspender o “estatuto especial” concedido às regiões separatistas ou mesmo avançar com um plano para a reconquista militar do território.