Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Rússia vai construir mais reactores nucleares no Irão

Rússia vai construir mais reactores nucleares no Irão
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia e o Irão assinaram esta terça-feira, em Moscovo, um acordo para a construção de pelo menos dois novos reactores nucleares na central de Bushehr, no Golfo Pérsico, onde já funciona um reactor de fabrico russo. Este novo contrato prevê ainda a possibilidade de outros seis reactores serem construídos pelos russos também no território iraniano: mais dois em Bushehr e outros quatro em local a determinar.

O acordo surge a poucos dias do fim do prazo (24 de novembro) para que o Irão aceite os argumentos do chamado grupo “5+1”, do qual faz parte a Rússia como uma das cinco nações mais fortes do Conselho de Segurança das Nações Unidas, a que se junta a Alemanha (o grupo também é conhecido como E3+3, pela presença de mais dois países europeus: França e Reino Unido. As negociações versam o programa nuclear iraniano, sobre o qual a comunidade internacional receia que esteja a ser usado para o fabrico de armamento nuclear.

Este novo contrato entre a Rússia e o Irão, tal como aconteceu para o primeiro reactor de Bushehr, prevê o fornecimento russo de combustível de urânio, que depois será devolvido para reprocessamento como forma de refrear os receios de que o mesmo seja utilizado enriquecido no desenvolvimento de armas nucleares. Teerão tem vindo a garantir que apenas pretende a produção de energia atómica para reduzir a dependência do petróleo e do gás natural.