Última hora

Última hora

Muitos emigrantes romenos não conseguiram de votar

Em leitura:

Muitos emigrantes romenos não conseguiram de votar

Muitos emigrantes romenos não conseguiram de votar
Tamanho do texto Aa Aa

Como na primeira volta, muitos emigrantes romenos não conseguiram votar nas eleições presidenciais deste domingo. Depois de verem a tentativa de exercer o seu direito de voto frustrada, centenas, concentraram-se frente à embaixada do seu país, na capital francesa.

Situação idêntica ocorreu em Turim, Itália, onde a polícia foi obrigada a intervir. As assembleias de voto encerraram às 21 horas, hora local e, também aqui, muitos esperaram horas numa fila para nada.

Em Berlim a situação repetiu-se. Muitos não compreendem a situação já que, na primeira volta, tinha havido problemas idênticos:

“O governo tem a responsabilidade de organizar as eleições. Isto já tinha acontecido na primeira volta e não foi feito nada para evitar que o mesmo erro se repetisse”, afirma uma romena.

Há 115 mil romenos expatriados. Na Roménia há quem acredite que a derrota de Victor Ponta se deveu, também, à falta destes votos, ainda que muitos analistas tivessem previsto cenário inverso.