A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Banco Mundial baixa previsões de crescimento

Banco Mundial baixa previsões de crescimento
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Banco Mundial baixa as previsões de crescimento da economia para este ano e para 2016.

O economista chefe do Banco Mundial fala de “uma conjuntura desconcertante”. A instituição aponta para perspetivas económicas dececionantes da zona euro, do Japão e alguns países emergentes e vê apenas um motor económico: os Estados Unidos

Este ano, a instituição prevê agora um crescimento de 3%, contra 3,4% da estimativa precedente. No próximo ano, a previsão baixou duas décimas para 3,3%.

Sobre as previsões pesam alguns países emergentes como o Brasil ou a Rússia, assim como a China, em desaceleração devido aos efeito da transição de modelo económico.

A zona euro tem dificuldades em recuperar da crise de 2008-2009 e viu aumentar o risco de deflação.

Já as perspetivas de forte crescimento dos Estados Unidos e Reino Unido levaram o Banco Mundial a publicar as previsões separadas em relação a outras grandes economias.