Última hora

Total adapta estratégia à queda do preço do petróleo

Total adapta estratégia à queda do preço do petróleo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A petrolífera Total vai suprimir empregos, vender ativos e cortar o investimento para fazer face à queda do preço do petróleo.

O grupo francês vai eliminar 2 mil postos de trabalho este ano, em todo o mundo, a começar pelas áreas de produção e refinaria, e vai congelar as contratações.

Atualmente, o grupo conta com 100 mil funcionários.

A empresa vai reduzir ainda os investimentos em 10% para cerca de 24 mil milhões de dólares, afetando, sobretudo, as explorações na África Ocidental, no Mar do Norte e nos Estados Unidos.

A Total pretende também vender, nos próximos três anos, mais 10 mil milhões de dólares de ativos.

Tal como outras empresas petrolíferas, o grupo gaulês pretende manter-se rentável, depois do preço do barril ter recuado mais de 50% desde junho.

No quarto trimestre, a empresa contabilizou uma desvalorização de 6,5 mil milhões de dólares dos ativos no Canadá, Estados Unidos e das refinarias na Europa.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.