Última hora

Sharp: A luta pela sobrevivência

Sharp: A luta pela sobrevivência
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A japonesa Sharp pondera eliminar 6 mil empregos em todo o mundo, o que corresponde a 12% da força laboral do grupo.

Uma fonte citada pela Reuters revela que metade dos postos será eliminada no Japão, através de reformas antecipadas.

Os custos do plano de reestruturação do fabricante nipónico de eletrónica de consumo poderão ascender a 1,7 mil milhões de dólares.

A Sharp está de novo em discussões com os bancos e fundos de investimento à procura de uma solução que lhe permita sobreviver. Registou prejuízos em três dos últimos quatro anos.

Há três anos, num outro plano de reestruturação, o grupo eliminou 5 mil empregos. Os bancos concederam-lhe na altura empréstimos e linhas de crédito equivalentes a 3 mil milhões de dólares.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.