Última hora
This content is not available in your region

Clima de contenda no interior do grupo Volkswagen

Clima de contenda no interior do grupo Volkswagen
Tamanho do texto Aa Aa

O clima de crise abateu-se no seio da liderança da Volkswagen e promete agravar-se. Em causa está uma guerra de poder, que envolve os nomes de Ferdinand Piëch e Martin Winterkorn.

Piëch, o presidente do maior fabricante de automóveis da Europa, sugeriu, numa entrevista, ter perdido a confiança em Winterkorn, atual CEO do grupo Volkswagen (VW).

Winterkorn pretende renovar o contrato em dezembro de 2016.

A opinião de Piëch parece esbarrar, no entanto, na do primo Wolfgang Porsche, presidente da ‘holding’ Porsche SE, que detém uma participação de 50,7% no grupo VW.

No domingo, Porsche disse que as declarações de Piëch “representam a sua opinião pessoal, cujo conteúdo e substância não foi acordado com a família”.