A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Autoridades francesas fazem ultimato à Google

Autoridades francesas fazem ultimato à Google
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades francesas deram 15 dias à Google para apagar dos resultados das pesquisas mundiais o rasto dos utilizadores que concordou terem direito a serem esquecidos e não apenas das versões europeias do website.

Caso não o faça, a Comissão Nacional de Informática e Liberdades (CNIL) ameaça desencadear um processo que pode originar sanções.

No ano passado, o Tribunal de Justiça da União Europeia decretou que os europeus têm o direito a pedir aos motores de busca que apaguem os seus dados, caso estejam desatualizados, sejam irrelevantes ou incendiários.