Última hora
This content is not available in your region

Boeing vs Airbus no Salão de Aeronáutica Le Bourget

Boeing vs Airbus no Salão de Aeronáutica Le Bourget
Tamanho do texto Aa Aa

A Boeing ultrapassou a Airbus em termos de encomendas no Salão Internacional de Aeronáutica Le Bourget, em Paris. Mas se incluirmos também as intenções de compra, a empresa europeia ficou à frente da rival norte-americana.

Mas não foi feita qualquer encomenda para o A380, o maior avião de passageiros do mundo.

A Airbus prevê que a crescente procura por viagens aéreas exija 1550 aparelhos muito grandes até ao final de 2030. Uma previsão duas vezes e meia mais elevada que a da rival Boeing. Por que razão a Airbus tem tanta fé no A380? John Leahy, diretor comercial da Airbus, responde: “Como é que vamos duplicar o tráfego em 15 anos se apenas conseguimos duplicar o número de aviões? Não é possível. Precisamos de aviões maiores e o A380 é um aparelho maior no qual as pessoas preferem voar. É mais silencioso, mais suave, com assentos maiores, consome menos combustível por passageiro em cada uma das viagens e tem menos impacto no ambiente”.

A Boeing tem garantida a venda de 145 aviões, num valor de 18,6 mil milhões de dólares ao preço de catálogo. A rival europeia fechou apenas negócios para a venda de 124 aparelhos, por 16,3 mil milhões de dólares.

Incluindo intenções de compra, os números sobem para 331 aviões para a Boeing e 421 para a Airbus.