Última hora

Barclays não aumenta despedimentos

Barclays não aumenta despedimentos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O banco britânico Barclays não vai além dos 19 mil despedimentos anunciados em maio do ano passado.

As informações são avançadas por fontes próximas do Banco que desmentem notícias surgidas na imprensa britânica segundo as quais o banco estaria a planear acelerar o programa de redução de custos na sequência da partida do diretor executivo, Antony Jenkins.

Desde o ano passado que o valor das ações do banco se situa abaixo de outros bancos rivais.

O presidente do banco John McFarlane assumiu a direção interina enquanto não entra em funções o próximo diretor executivo.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.