Última hora
This content is not available in your region

Nos Andes peruanos para estudar os efeitos do El Niño

Nos Andes peruanos para estudar os efeitos do El Niño
Tamanho do texto Aa Aa

Situada a uma altitude média de 5 470 metros, na Cordillera Oriental nos Andes peruanos, a grande calota de gelo de Quelccaya é a maior área glaciar dos trópicos, estendendo-se por uma área de 44 km².

A calota derrete a um ritmo acelerado, um processo que nas últimas décadas tem sido observado pelos cientistas.

Uma equipa de investigadores da Universidade de Massachusetts mantém aqui desde 2003 uma estação meteorológica ligada a um satélite. O objetivo é documentar o impacto do El Niño sobre a massa de gelo.

O El Niño é um fenómeno climático natural causado pelo aquecimento das águas do Pacífico além do normal e pela redução dos ventos alísios na região equatorial. Prevê-se que atinja o seu pico de influência em finais de 2015. A estação trabalha na cimeira da calota de gelo, medindo a temperatura e humidade do ar, radiação solar, radiação infravermelha, velocidade e direção do vento , precipitação e pressão barométrica.

O cientista Douglas Hardy diz que não houve um El Niño nos Andes desde 1997. Não se conhece o impacto exato do fenómeno sobre o clima na calota de gelo de Quelccaya, mas espera-se que a estação ajude a perceber melhor a sua influência.

“Aqui podemos fazer medições contínuas na mesma altitude e na atmosfera e podemos user isto para corrigir e calibrar o registro do satélite, para elaborar relações com o registo feito pelo balão, e então analisar as tendências e verificar se há aquecimento ou arrefecimento a esta altitude, observar o que acontece com a temperatura e a humidade”, explica Hardy.

Manter a estação meteorológica é uma tarefa árdua que exige destes investigadores uma deslocação anual à calota de gelo de Quelccaya para retirar a neve que se acumula sobre a estação meteorológica.

Graças à estação, os cientistas esperam compreender melhor se os efeitos dos ciclos do fenómeno El Niño aceleram o processo de derretimento das calotas de gelo.