A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Colisionador de Hadrões do CERN em novo ciclo

Colisionador de Hadrões do CERN em novo ciclo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O grande colisionador de Hadrões ou LHC, pela sigla em inglês, volta a estar operacional no CERN, a Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear.

Os cientistas da instituição com sede na Suíça esperam que o colisionador esteja agora mais potente e rápido, permitindo novas descobertas no mundo da Física.

Dentro do acelerador, partículas com elevados níveis de energia circulam a uma velocidade próxima da velocidade da luz antes de entrar em colisão.

Num anel de 27 quilómetros, vários condutores associados a estruturas aceleradoras que aumentam a energia das partículas sofrem então o efeito da propulsão.

O objetivo é simples mas nem tanto: entender os constituintes da matéria, e os desenvolver os conceitos sobre a origem do universo.

A descoberta de partículas até agora desconhecidas poderia permitir que os fundamentos da física sejam totalmente reescritos.