Última hora
Honduras assinala 1.º aniversário do assassinato da ambientalista Berta Caceres

Em Tegucigalpa, nas Honduras, uma manifestação, quinta-feira (2 de março), para assinalar o primeiro aniversário do assassinato de uma ambientalista terminou com alguns confrontos com a polícia.

Berta Caceres, de 43 anos, que lutou contra a construção de centrais hidroelétricas e a abertura de minas em território dos indígenas, foi morta a tiro, em La Esperanza, em maio de 2016.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.