Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Manifestação de curdos na Alemanha irrita Turquia

Manifestação de curdos na Alemanha irrita Turquia
Tamanho do texto Aa Aa

Sob o pretexto de uma manifestação do ano novo persa, o Nowruz, dezenas de milhares de curdos marcharam em Frankfurt em protesto contra o presidente da Turquia e pela libertação do líder do PKK, guerrilha considerada terrorista por Ancara, a União Europeia e os Estados Unidos.

Muitos empunharam símbolos e fotografias do líder do PKK, Abdula Ocalan, proibidos na Alemanha.

“Primeiro que tudo exigimos liberdade para o líder do PKK e para o povo curdo oprimido. E claro, queremos levantar a voz contra Erdogan e o seu referendo de Abril. Somos totalmente contra”, diz uma manifestante.

Mais uma acha para a fogueira das relações azedas entre Berlim e Ancara, o ministério turco dos Negócios Estrangeiros condenou a manifestação e voltou a acusar a Alemanha de proteger terroristas e de ter dualidade critérios.

Em abril a Turquia celebra um referendo que poderá abrir caminho ao alargamento dos poderes do presidente, uma ideia ambicionada por Recep Tayyip Erdogan, que acusou a Holanda e a Alemanha de comportamentos nazis por não autorizarem os comícios de ministros em apoio ao sim.