Última hora

Última hora

Inflação no Reino Unido estabiliza nos 3%

Em leitura:

Inflação no Reino Unido estabiliza nos 3%

Inflação no Reino Unido estabiliza nos 3%
Tamanho do texto Aa Aa

A inflação do Reino Unido recuou 0,5%, face a dezembro, estabilizando nos 3% em linha com as expectativas do Banco de Inglaterra, que alertou para as pressões para subir as taxas de juros.

Quanto à inflação "core", que exclui os bens voláteis como a energia e a alimentação, aumentou de 2,5% em dezembro para 2,7% em janeiro.

"A inflação é uma preocupação importante porque o crescimento salarial não está lá. É preciso ver o mesmo tipo de resiliência no crescimento salarial do Reino Unido que já vimos nos Estados Unidos. Não podemos dizer que o crescimento salarial no Reino Unido está exatamente na mesma equação que um crescimento salarial nos Estados Unidos, mas precisamos ver o crescimento salarial a mover-se na direção certa", afirma o analista financeiro Naeem Aslam.

A economia da Grã-Bretanha desacelerou em 2017, uma vez que a subida da inflação, após o referendo do Brexit prejudicou o poder de compra dos consumidores, contudo a criação de emprego permaneceu forte.

Aslam adverte que "há tanto ruído dos decisores políticos no mercado que - 'talvez, o Reino Unido esteja pronto para uma nova subida das taxas de juros'- mas de modo algum a economia do Reino Unido está pronta para uma nova subida das taxas de juros".

Na semana passada, o Banco de Inglaterra afirmou que provavelmente iria subir as taxas de juros mais cedo do que o previsto pois a economia do Reino Unido está a receber um impulso da recuperação global. No entanto, alerta que vê uma necessidade crescente de controlar a inflação, fazendo eco a outros bancos centrais que estão a mover-se em direção a uma política monetária mais restritiva.