Última hora

Última hora

Jornalistas entram na Coreia do Norte

Jornalistas entram na Coreia do Norte
Tamanho do texto Aa Aa

Pyongyang anunciou, no mês passado, que iria destruir as instalações de Punggye-ri, no nordeste do país. Um anúncio que foi saudado por Washington e Seul.

A destruição deve acontecer entre hoje e sexta-feira, dependendo das condições meteorológicas. Punggye-ri foi o cenário de seis testes nucleares conduzidos pelo regime norte-coreano.

Mas a euforia suscitada pelo anúncio tem vindo a dissipar-se. Na semana passada, Pyongyang ameaçou não participar na reunião com Trump, se os Estados Unidos pressionassem o país para um desarmamento nuclear unilateral e, na terça-feira, foi Trump que levantou a hipótese de um adiamento.

"A Coreia do Norte deve ir para a frente com o encerramento do local de testes nucleares nos próximos dias. Os jornalistas sul-coreanos juntam-se agora aos do resto do mundo, mas não há especialistas entre eles. Não foram convidados para assistir, porque muitos deles acreditam que o desmantelamento pode destruir provas valiosas", disse Janis Mackey Frayer, correspondente da NBC News, em Pequim, em reportagem para a Euronews.