Última hora

Última hora

Ryanair sem alternativas de voo para milhares de passageiros

Ryanair sem alternativas de voo para milhares de passageiros
Tamanho do texto Aa Aa

Para além das greves, a Ryanair enfrenta outros problemas. Com o cancelamento de voos em vários países europeus, a companhia irlandesa de baixo custo deve agora fazer frente a milhares de passageiros insatisfeitos.

Agosto é época de férias no velho continente a a anulação de voos implica, em muitos casos, a perda de vários dias programados de praia ou no estrangeiro.

Para a plataforma de defesa dos direitos dos passageiros En-Colectivo, devolver o preço do bilhete não é suficiente. É preciso procurar outras soluções. Foi o que explicou à Euronews Diego Maraña, porta-voz da organização:

"A leis Europeias não definem qualquer tipo de compensação para este tipo de problemas. Estabelecem unicamente indemnizações e compensações em caso de cancelamentos e atrasos, baseadas na distância e no tempo," explicou.

"O que pedimos, na nossa organização, é que os transtornos causados pelo cancelamento de um voo e que o facto que a companhia não procure um voo alternativo sejam motivos para compensação material, já que as perdas sofridas são reais e justificáveis."

Diego Maraña diz que a Ryanair "tem a obrigação de procurar voos alternativos para que reduzir os transtornos que causa aos passageiros."

"O facto de que a companhia queira apenas devolver o valor do bilhete não significa que não tenha mais responsabilidades."