Última hora

Última hora

Economia britânica balança entre o otimismo e o pessimismo

Em leitura:

Economia britânica balança entre o otimismo e o pessimismo

Economia britânica balança entre o otimismo e o pessimismo
Tamanho do texto Aa Aa

A economia britânica estagnou em agosto, contrariando o aumento de 0,1% previsto. A subida da produção industrial foi anulada pela contração nos setores da construção e da agricultura.

Mas no trimestre entre junho e agosto o PIB britânico cresceu 0,7%, ultrapassando ligeiramente as expectativas. As altas temperaturas do verão e o Mundial de futebol incentivaram o consumo de bebidas e as visitas a bares e restaurantes, assim como a construção de casas.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) já avisou sobre as consequências de um Brexit sem acordo para o Reino Unido e para a União Europeia. O crescimento da economia britânica foi revisto em baixa pelo FMI para 1,1% neste ano.

O Governo de Theresa May já disse que vai fazer tudo o que está ao seu alcance para que a City continue a ser um importante centro financeiro, mas cerca de 5 mil postos de trabalho na área financeira já terão sido deslocados para a Europa continental, quando o Reino Unido sair da União Europeia.

O presidente da Federação das Indústrias Alemãs, Joachim Lang, prevê um desastre: "A Europa deve evitar o pior cenário. A separação do Reino Unido da União Europeia sem um acordo quanto à saída e à transição e sem clarificar as futuras relações é uma situação preocupante, a poucos dias da cimeira crucial da União. Seria um desastre se isso acontecesse a 29 de março".