A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Airbnb retira casas da Cisjordânia da listagem de Israel

Airbnb retira casas da Cisjordânia da listagem de Israel
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A empresa norte-americana de turismo Airbnb decidiu retirar da listagem de Israel as casas que estão instaladas na Cisjordânia, território ocupado pelo estado israelita.

A empresa diz ter tomado a decisão devido ao conflito entre israelitas e palestinianos, tal como explicou através do site:

"Concluímos que deveríamos remover da listagem de imóveis de Israel aqueles que estão nos colonatos da Cisjordânia, que estão no centro da disputa entre israelitas e palestinianos", escreveu o Airbnb.

Em causa estão 200 imóveis. Do lado palestiniano, a notícia foi bem recebida, mas do lado israelita nem por isso.

Oded Revivi, presidente da Câmara de Efrat, uma cidade da Cisjordânia administrada por israelitas, considera a atitude do site norte-americano "perturbadora".

"É perturbador porque o objetivo do Airbnb é que pessoas conhecam novas pessoas, que vejam como é que essas pessoas vivem, que conhecam a envolvência, as necessidades e talvez até os sonhos.", disse.

Israel ocupou a Cisjordânia em 1967 e muitos países consideram essa ocupação ilegal.