Última hora

Última hora

"Breves de Bruxelas": clima, Brexit e Greenpeace

Em leitura:

"Breves de Bruxelas": clima, Brexit e Greenpeace

"Breves de Bruxelas": clima, Brexit e Greenpeace
Tamanho do texto Aa Aa

A China, a Índia e os EUA são os principais emissores de gases com efeitos de estufa, numa tabela em que a Europa aparece como bom aluno porque teve uma quebra de 0,7%, em 2018, face ao ano anterior.

A Comissão Europeia apresentou uma estratégia para diminuir as emissões até à neutralidade, em 2050, pouco antes da abertura da reunião da ONU sobre as alterações climáticas (COP 24), na Polónia, que termina a 14 de dezembro,.

O Parlamento Europeu tem apoiado essa estratégia, mas alguns eurodeputados alertam para os riscos de fazer esse esforço de forma isolada.

"A Europa não pode estar sozinha. Gostaria de recordar uma cifra que é importante: a Europa apenas representa 10% das emissões de gases com efeito de estufa. Para que os europeus aceitem fazer os esforços necessários neste domínio, é preciso que esses esforços não sejam anulados por outras potências mundiais, que representam 90% das emissões", referiu, à euronews, Angelique Delahaye, eurodeputada francesa de centro-direita.

Este é o tema de abertura do programa "Breves de Bruxelas", que passa em revista a atualidade europeia diária. Em destaque estão, também, as seguintes notícias:

  • A 10 de dezembro será conhecida a decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia sobre se a Grã-Bretanha pode, unilateralmente, retirar o pedido para sair da União Europeia. A decisão vai ser emitida com caráter de urgência, na véspera de uma votação crucial no Parlamento britânico sobre se deve aceitar o acordo do Brexit negociado pela primeira-ministra, Theresa May.
  • Os ativistas do Greenpeace que estavam detidos na Eslováquia foram libertados, quinta-feira, e aguardarão o julgamento em liberdade. Os membros da organização ambientalista participaram num protesto contra o carvão na torre de uma empresa de mineração, que os acusou de pôr em risco a vida dos trabalhadores.