Última hora

Última hora

Ovos Fabergé expostos em Moscovo

Ovos Fabergé expostos em Moscovo
Tamanho do texto Aa Aa

O joalheiro russo Carl Fabergé é mundialmente conhecido pela obras criadas para a família imperial Romanov no início do século XX, em particular os seus famosos "ovos". O Museu "Nova Jerusalém", nos arredores de Moscovo, dedica-lhe uma retrospectiva, que inclui um ovo de Madeira de Karelia, que data de 1917.

Arina Gundrova, que trabalha no museu, explica que "foi um dos últimos ovos criados para a família imperial e e único devido à sua simplicidade, refletindo os tempos duros que se viviam no país".

Também exposto, o ovo "Constelação", que supostamente descreve o céu no momento do nascimento do filho do Tsar Nicolas II e que nunca foi terminado.

O diretor do museu, Vasily Kuznetsov, diz que "a segurança é bastante elevada [devido ao conteúdo da exposição]. Tudo é vigiado, com alarmes, vidros especiais e um reforço nos guardas".

Hoje objetos raros e de grande valor, os produtos de Carl Fabergé não eram, na época, um exclusivo da elite russa. A produção em massa permitiu, na realidade, ao joalheiro gerar rendimentos elevados no fim do século XIX e início do século XX.

A exposição está patente no Museu "Nova Jerusalém" até 24 de março.