Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Casamento Renault-Nissan em risco

Casamento Renault-Nissan em risco
Tamanho do texto Aa Aa

A aliança entre Renault-Nissan está à beira da rutura. O fabricante automóvel francês ameaçou bloquear a reforma da administração do parceiro japonês na assembleia geral de acionistas de 25 de junho.

O grupo nipónico denuncia o que identifica como uma decisão "extremamente lamentável".

O Governo francês esforça-se por juntar as peças.

"Tivemos uma conversa muito construtiva com o ministro Seko. Partilhamos a mesma ambição, que é de consolidar e reforçar a aliança entre Renault e Nissan," revelou o ministro da Economia francês, Bruno le Maire.

Com tal gesto, a Renault, a maior acionista da Nissan, com participação de 43,4%, pretende condenar uma reforma a ser aprovada por uma maioria de dois terços.

A medida, que até agora não tinha merecido qualquer reação, diz respeito à criação de três comités (de nomeação, de auditoria e de remuneração) - uma estrutura comum fora do Japão - supostamente para aumentar a transparência.