Primeira missa em Notre-Dame depois do incêndio

Primeira missa em Notre-Dame depois do incêndio
Tamanho do texto Aa Aa

A Arquidiocese de Paris quis reabrir por umas horas a Catedral de Notre-Dame, para assinalar a data da consagração daquele espaço à Virgem Maria. Exatamente dois meses depois do grande incêndio que destruíu parte do interior, foi celebrada uma missa restrita, rodeada de medidas especiais de segurança.

Na homília, o Arcebispo Michel Aupetit fez questão de marcar o momento. "Estamos profundamente felizes por poder celebrar a eucaristia. Foi para isto que foi construída. É também uma grande mensagem de esperança e de agradecimento a todos os que se emocionaram com o que aconteceu nesta Catedral, símbolo da nossa França, mas sinal também da nossa raiz cristã," disse.

O crepitar do fogo ainda não se perdeu na memória. A Igreja Católica procura uma solução para confortar os devotos que tinham na Catedral o local de oração. Em breve, deverá ser construído um pequeno santuário, com uma réplica da Virgem do Pilar de Notre-Dame.

O incêndio de 15 de abril chocou o mundo e mobilizou França, mas até ao momento, apenas 9 por cento dos 850 milhões de donativos anunciados fora efetivamente entregues. Os 82 milhões que chegaram ao fundo para a reconstrução, são provenientes de pequenos doadores.