A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Irão ameaça EUA com "guerra total"

Irão ameaça EUA com "guerra total"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

De malas feitas para uma reunião das Nações Unidas, o ministro iraniano dos Negócios Estrangeiros não partiu sem antes deixar um aviso aos Estados Unidos e à Arábia Saudita: em caso de ataque, o Irão está preparado para a "guerra total".

Através do Twitter, Javad Zarif alertou ainda para os aliados que alegadamente tentam enganar Donadl Trump e dar início a uma guerra, quando ainda não conseguiram por fim à que assola o Iémen há quatro anos.

Em Abu Dhabi, o secretário de Estado norte-americano Mike Pompeo reiterou as acusações ao Irão. "Acho que é bastante claro e existe um consenso enorme na região de que sabemos exatamente que quem conduziu esses ataques foi o Irão. Eu estava aqui num ato de diplomacia, enquanto o ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão está ameaçar lutar até o último americano. Estamos aqui para construir uma coligação com o objetivo de alcançar a paz, uma solução pacífica. Esse é a minha missão", disse aos jornalistas

Esta quarta-feira, a Arábia Saudita apresentou restos de armamento alegadamente usado pelo Irão no ataque a uma petrolífera do país, no passado fim-de-semana.

A saudita Aramco foi atingida por drones e mísseis, num ataque reivindicado por um grupo de iemenitas huthis, rebeldes apoiados pelo Irão, na guerra que decorre no Iémen desde 2015.