Última hora

no comment

Manifestantes radicais destroem símbolos chineses em Hong Kong

Em Hong Kong, os manifestantes pró-democracia mais radicais mudaram de tática, visando em pequenos grupos símbolos e lojas consideradas como estando ligadas à China. Um dos alvos escolhidos foram máquinas multibanco.

Manifestantes e forças de segurança envolveram-se em confrontos em vários pontos da cidade. Os protestos tinham começado a meio do dia de forma pacífica, mas ao final da tarde degeneraram em confrontos, quando elementos vestidos de negro e com o rosto coberto investiram lojas e estações de metro, seguindo-se a intervenção policial.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.