Última hora

Autorretratos de Lucian Freud em exposição em Londres

Autorretratos de Lucian Freud em exposição em Londres
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Academia Real de Artes de Londres apresenta autorretratos de Lucian Freud. Imagens que nos levam numa viagem ao mundo, a intimidade, do neto de Sigmund Freud, nascido na Alemanha mas que se tornou cidadão britânico. Obras que, muitas delas, são expostas, pela primeira vez:

"É uma jornada extraordinária pelo seu percurso, desde jovem até se tornar num homem já idoso. Mas ficamos também a conhecer a sua técnica à medida que evoluía enquanto artista plástico, as mudanças no seu estilo de pintura e na sua técnica", explica Andrea Tarsia, responsável pelas exposições na Academia Real de Artes de Londres.

Os autorretratos estão no centro desta exposição mas há espaço também para a mulher, que fez também parte do universo daquele que é considerado um dos artistas figurativos mais importantes da arte contemporânea. Os nus, disformes, pintados de forma não convencional, são, aliás, imagens marcantes da sua obra.

Foi em 1922, em Berlim, que o filho de um arquiteto judeu e neto do pai da psicanálise, nasceu. Foi cerca de uma década depois, para fugir ao nazismo que se mudou, com a família para a Grã-Bretanha.

As suas primeiras pinturas são, frequentemente, associadas ao expressionismo e surrealismo alemães.

"Alguns dos seus autorretratos são, incrivelmente, imponentes. Fica a conhecê-lo completamente, às vezes ele olha para o espelho, através do qual se vê, bastante imperioso e imponente, como costumo dizer. Mas outras vezes, ele é incrivelmente brincalhão, quase a gozar, como se dissesse: 'Bem, todo o processo, toda a ideia de um autorretrato, de captar a sua própria imagem com tinta, é apenas um reflexo no espelho nunca se olha, diretamente, para o artista", adianta Tarsia.

As mais de 50 pinturas, desenhos e impressões, da exposição intitulada "Lucian Freud: Autorretratos", pode ser visitada até 26 de janeiro, na Academia Real de Artes de Londres.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.