Última hora

Centenas de estudantes e ativistas protestaram, esta terça-feira (24 de dezembro) nas ruas de Nova Deli, pedindo a revogação da controversa lei da cidadania, aprovada no início de dezembro.

Os manifestantes afirmam que a nova legislação é o último esforço do Governo de Narendra Modi para marginalizar os 200 milhões de muçulmanos da Índia.

A lei permite que hindus, cristãos e outras minorias religiosas, que estão na Índia ilegalmente, se tornem cidadãos se puderem mostrar que foram perseguidos por causa da sua religião no Bangladesh, Paquistão e Afeganistão, países de maioria muçulmana.

No entanto, a lei não se aplica aos muçulmanos.

Vinte e três pessoas foram mortas em todo o país desde que a lei foi aprovada no Parlamento, no início de dezembro.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.