Última hora
This content is not available in your region

Solidariedade em vários países em torno da morte de George Floyd

euronews_icons_loading
Solidariedade em vários países em torno da morte de George Floyd
Direitos de autor  Alexandra Wey/AP
Tamanho do texto Aa Aa

A morte de George Floyd, durante uma detenção violenta, reabriu as feridas do racismo nos Estados Unidos e deu origem a manifestações de solidariedade em vários países.

Na Suiça, aproximadamente mil pessoas participaram numa marcha pelo centro da cidade de Zurique, contra o racismo e contra a violência policial, numa demonstração solidária para com as manifestações norte-americanos e em defesa dos cidadãos de raça negra.

Um movimento não autorizado, mas pacífico e sem intervenção da polícia que girou em torno do slogan, "Black Lives Matter".

Berlim juntou-se à causa nesta segunda feira e os manifestantes reuniram-se para uma vigília silenciosa em frente à embaixada dos Estados Unidos, ao lado do Portão de Brandenburgo.

"Acredito que os problemas nos Estados Unidos, não têm nada a ver com alguns maus elementos, trata-se de um problema institucional que deve ser resolvido" - disse um dos manifestantes presente em Berlim.

O mesmo cenário na capital irlandesa. Dublin, solidária, uniu-se ao movimento contra o racismo norte-americano "Black Lives Matter", após a morte de George Floyd nas mãos da polícia, em Minneapolis, na semana passada.