Última hora
euronews_icons_loading
As salas de cinema voltaram a abrir na China

Centenas de cinemas reabriram, em dezenas de cidades chinesas, após um encerramento de seis meses, devido ao coronavírus.

Mas será uma experiência diferente para os frequentadores das salas: a venda de bilhetes faz-se apenas online, bares e snack-bares estão fechados e a distância social mantém-se durante as sessões, pois as preocupações com a COVID-19 persistem.

Os cinemas não podem vender mais de 30% dos bilhetes disponíveis e, em muitas salas, ficam dois lugares de distância entre cada pessoa.

Os espaços são submetidos a limpezas profundas, com equipas a limparem cuidadosamente os lugares e os equipamentos, como óculos 3D, com panos embebidos em desinfectante.