Última hora
This content is not available in your region

"Às 13 horas, tudo fechado!"

euronews_icons_loading
Restauração e supermercados têm de fechar portas ao fim de semana à tarde
Restauração e supermercados têm de fechar portas ao fim de semana à tarde   -   Direitos de autor  AP Photo/Armando França
Tamanho do texto Aa Aa

O Governo português subiu o tom face à Covid-19. Vai haver mais concelhos afetados pelas medidas de exceção a partir de segunda-feira, num total de 191 municípios, sendo que sete são retirados já esta sexta-feira da lista vermelha.

No anúncio das decisões António Costa aproveitou para clarificar que durante o recolher obrigatório à noite e aos fins-de-semana à tarde, os restaurantes têm mesmo de fechar, tal como o comércio, com muito raras exceções.

A situação é grave e mais crítica do que a vivemos no início da epidemia. Temos testemunhado ao longo da última semana um género de concurso para ver onde é que está a exceção para não cumprir a regra de ficarmos em casa.

"Perante a manifesta vontade de não haver cumprimento, temos de adotar uma regra rígida. Portanto, às 13 horas, tudo fechado.
António Costa
Primeiro-ministro de Portugal

A Diretora-geral de Saúde criticou a multiplicidade de mensagens, por vezes contraditórias, veiculadas pelos media e pelas redes sociais, que segundo ela só ajudam a criar confusão.

Há a comunicação técnica e a institucional, que é sobretudo passada pela DGS, pelo INSA [Instituto Nacional de Saúde] e pelo Infarmed [Instituto Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde].

"Depois temos a informação política, a informação dos media, das pessoas que têm o maior tempo de antena de todas, que são os jornalistas e, depois, temos os os peritos e não peritos, todas as pessoas que opinam, os negacionistas, os catastrofistas, os de todos os quadrantes que se tornaram lideres de opinião.

"Nenhuma de nós aqui fala de como é que se pilota um avião, mas toda a gente sabe como é que se trata a pandemia.
Graça Freitas
Diretora-geral de Saúde de Portugal

A região norte de Portugal está agora entre as de maior incidência em toda a Europa e o território nacional está inteiramente pintado de vermelho, o nível mais alto, no mapa de risco feito pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC, na sigla em inglês), atualizado esta quinta-feira.