Última hora
euronews_icons_loading
Farmacêutico prepara armazenamento da vacina Pfizer/BioNTech no Hospital de Croydon

Hospital Universitário de Croydon, nos arredores de Londres, Reino Unido, recebeu um dos primeiros lotes da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo consórcio Pfizer/BioNTech.

A proposta desenvolvida em conjunto pelos laboratórios das empresa americana e germânica ainda aguarda validação pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla original), mas teve "luz verde" para uma autorização antecipada pelo Reino Unido, já aproveitada, e deve começar a ser administrada nos quatro países britânicos esta semana.

O Reino Unido reservou 40 milhões de doses da proposta de vacina da Pfizer/BioNTech, que necessita de estar armazenada abaixo dos 70 graus centígrados negativos para manter a eficácia acima dos 90%.

O governo de Boris Johnson, confiante de que a vacina não terá efeitos secundários adversos como está ainda a ser testado pela EMA, espera receber esta semana um primeiro lote de 800 mil doses do inovador medicamento para distribuir tão breve quanto possível.

Os residentes e os profissionais de lares de idosos foram definidos como prioritários na administração da vacina, seguidos pelas pessoas como mais de 80 anos de idade e profissionais de saúde na linha da frente da "guerra à Covid-19".