euronews_icons_loading
"Dançando com o Diabo"

Na cidade venezuelana de Naiguata os fiéis católicos participaram, na quinta-feira, no tradicional "Dançando com o Diabo", apesar das restrições da Covid-19 e de uma crise económica. Centenas de pessoas, vestidas de demónios, dançaram energicamente à volta da igreja da cidade para representar o bem que prevalece sobre o mal, na celebração do Corpo de Cristo. Uma tradição que a UNESCO considerou Património Cultural Imaterial da Humanidade, em 2012.