euronews_icons_loading
Dia Internacional da Mulher não é o mesmo em tempo de guerra

No posto fronteiriço de Siret na Roménia, as mulheres que fugiram da guerra na Ucrânia foram recebidas na terça-feira com tulipas e outras flores para assinalar o Dia Internacional da Mulher. Apesar da data celebrar as mulheres estas, obrigadas a deixar o seu país, diziam estar em "stress" por terem de começar uma nova vida para o bem dos seus filhos e com maridos, irmãos e pais a ficarem para trás para defender o país.