This content is not available in your region

PME devem traçar metas de descarbonização

Access to the comments Comentários
De  Paul Hackett  & euronews
euronews_icons_loading
PME devem traçar metas de descarbonização
Direitos de autor  euronews

Após meses difíceis devido à pandemia, o principal evento europeu dedicado às pequenas empresas decorreu este ano em Portoroz, na Eslovénia.

A edição 2021 da Assembleia das PME reuniu empresários, economistas e especialistas do setor durante três dias. Entre os temas debatidos, a recuperação da economia e a luta contra as alterações climáticas.

O papel das PME na transição ecológica

"Toda a gente tem que contribuir para criar uma economia de baixo carbono. Grandes empresas, pequenas empresas, os diferentes setores da economia, os consumidores. Há muitas coisas que são determinadas em função da procura dos consumidores. Não devemos pensar que as PMEs não têm de contribuir para esses objetivos. Precisamos delas porque são a maioria das empresas. E é importante que nós, decisores políticos, apoiemos as empresas, as PME, nesse caminho", disse Hubert Gambs, Diretor-Geral Adjunto, da Direção Geral Grow, da Comissão Europeia.

Marcaram presença no evento empresas inovadoras como a empresa italiana e eslovena Pipistrel, que fabricou o primeiro avião elétrico certificado a nível mundial. A empresa ambiciona marcar o futuro da aviação e das viagens. Com um tempo de voo de uma hora, o Velis Electro é usado para formar pilotos. O novo avião está a suscitar interesse no setor.

"Daqui a cinco anos, teremos um avião que pode voar 600 quilómetros, 300 quilómetros por hora, para duas ou para quatro pessoas, sem emissões de Co2, totalmente elétrico. Teremos uma nave não tripulada totalmente elétrica capaz de transportar 400 quilos, a algumas centenas de quilómetros de distância, totalmente elétrica, para reduzir o ruído e as emissões”, afirmou Ivo Boscarol, fundador e presidente da Pipistrel.

euronews
Lučka Kajfež Bogataj, especialista do Clima e prémio Nobel da Pazeuronews

PME devem adaptar-se e traçar metas de descarbonização

Os participantes no encontro debateram formas de reduzir as emissões poluentes das empresas. “Devemos traçar metas porque todos os empresários precisam de energia, de água, têm um impacto no planeta e devem informar-se sobre as consequências das alterações climáticas, porque terão de se adaptar ao nível dos negócios. Existem riscos. Por isso, aconselho os empresários a aprender o mais possível e a descarbonizar o mais rapidamente possível e o máximo possível", frisou Lučka Kajfež Bogataj, especialista do Clima e vencedora do Prémio Nobel da Paz.

"O nosso papel é dar conselhos, fornecer informações e dar apoio financeiro. A Comissão continuará a desempenhar o seu papel, porque precisamos de PME prósperas para a recuperação. É algo bastante claro", disse à euronews Hubert Gambs, Diretor-Geral Adjunto, da Direção Geral Grow, da Comissão Europeia.

Além de abordar os desafios atuais para as empresas o encontro foi a ocasião para atribuir prémios e recompensar os melhores talentos empresariais da Europa. Este ano, o Grande Prémio do Júri foi atribuído à organização alemã COMPETENZentrum für Selbständige que dá aconselhamento, formação e acesso a contactos a mulheres migrantes, para ajudá-las a tornarem-se autónomas, nomeadamente, através da criação de negócios.