This content is not available in your region

Qual é o plano da UE para acabar com a dependência da energia russa?

De  Naomi Lloyd  & Euronews
euronews_icons_loading
Qual é o plano da UE para acabar com a dependência da energia russa?
Direitos de autor  euronews

Desde o início da guerra na Ucrânia, a União Europeia tem tentado urgentemente eliminar, de forma gradual, a utilização de combustíveis fósseis russos. A Comissão Europeia apresentou um plano de ação denominado REPowerEU para acabar com a dependência até 2027.

O plano REPowerEU consiste em adaptar rapidamente a indústria e as infraestruturas a diferentes fontes e fornecedores de energia. Isto inclui a ampliação e aceleração das energias renováveis para substituir os combustíveis fósseis nas casas, na indústria e na produção de energia. A Comissão Europeia estima que irá custar 210 mil milhões de euros.

Como é que o REPowerEU será financiado?

No centro do plano REPowerEU está o Mecanismo de Recuperação e Resiliência, que providenciará financiamento adicional da União Europeia. Os países da UE poderão fazer investimentos para as prioridades da REPowerEU, como parte dos seus Planos de Recuperação e Resiliência (RRP).

Outras fontes de financiamento para a diversificação e transição energética incluem os fundos da política de coesão e o Mecanismo Interligar a Europa. No entanto, a maior parte dos investimentos terá de ser mobilizada através de fontes privadas.

Que papel desempenha o InvestEU?

O InvestEU é o programa de investimento emblemático da UE. Trabalha em parceria com o Banco Europeu de Investimento, tem uma garantia de 26 mil milhões de euros da UE, o que tranquiliza os investidores e espera-se que traga mais de 370 mil milhões de euros em financiamento público e também privado.

Quando o InvestEU foi aprovado, destinava-se principalmente à recuperação económica pós- pandemia, concentrando-se nas transições verdes e digitais. Agora, poderá ser utilizado para ajudar nos esforços europeus para acabar com a dependência do gás e petróleo russos.

Os seus investimentos focam-se em quatro áreas: investimento sustentável, inovação, inclusão social e criação de emprego. Pelo menos 30% dos investimentos deverá contribuir para tornar a Europa neutra em termos carbónicos.

O programa InvestEU centraliza programas de consultoria ao nível da UE e pode ajudar a prestar um apoio eficiente numa vasta gama de objetivos políticos. 

Até julho de 2022, espera-se que o InvestEU tenha cerca de 50 projetos de investimento em funcionamento.