This content is not available in your region

Dubai reinventa Expo 2020 e constrói "cidade do futuro"

Access to the comments Comentários
De  Laura Buckwell
Dubai reinventa Expo 2020 e constrói "cidade do futuro"
Direitos de autor  euronews   -   Credit: Dubai

O Dubai prepara-se para reabrir uma nova cidade no espaço onde ainda há pouco tempo abriu as portas ao público para a Expo 2020. Ao contrário de outros locais onde a Exposição Mundial já foi realizada, o objetivo é manter o espírito e o legado do evento vivos, à medida que a antiga área da exposição se transforma numa cidade do futuro, a Dubai Expo City.

Ahmed Al Khatib, responsável pelo desenvolvimento do projeto, levanta o véu do que podemos esperar deste novo espaço urbano e revela que o novo espaço será "uma combinação de educação, entretenimento e uma nova forma de trabalho, de experiência de trabalho".

Até ao final do ano, garante, "todos os pavilhões devem estar abertos, mas claro que o seu conteúdo será diferente".

FOCUS/EURONEWS
Expo City está a ser concebida com base na experiência do visitante da Expo 2020 DubaiFOCUS/EURONEWS

Os responsáveis pelo desenvolvimento do projeto estão a estudar todas as propostas para garantir que os futuros equipamentos se enquadram na visão do novo espaço.

A cidade, que se propõe ser sustentável e centrada no ser humano, vai ocupar cerca de 440 hectares, numa área reutilizada a 80%. 

Visitantes e residentes vão ter ao dispor 10 quilómetros de pistas para bicicletas, uma pista de corrida de 5 km e 45 mil metros quadrados de jardins e parques.

No entanto, há equipamentos que vãoo permanecer na nova cidade. O Centro de Exposições, por exemplo, vai continuar a acolher eventos globais, como a COP28, em 2023.

Algumas empresas locais, bem com várias das 500 maiores companhias do mundo, de acordo com a revista Fortune, manifestaram já interesse em abrir escritórios na Expo City Dubai.

Uma cidade onde a tecnologia reina

Um ecossistema tecnológico e alimentado a 5G está a ser preparado para receber a comunidade empresarial.

Ling Shao, presidente da Terminus International, empresa fornecedora de inteligência artificial, acredita que muitas empresas vão querer ter sede e colaborar com a Expo City, porque a cidade é "como se fosse um grande parque infantil com diferentes tecnologias e inteligência artificial, incluindo visão por computador, processamento de linguagem natural, machine learning e interação homem-computador". 

FOCUS/EURONEWS
Máquinas com inteligência artificial vão fazer parte do dia a dia na Expo City DubaiFOCUS/EURONEWS

Quem optar por fazer da Expo City a sua casa vão viver e trabalhar na primeira cidade de 15 minutos dos Emirados Árabes Unidos, com bairros ligados por passagens pedonais e estradas de veículos autónomos. As habitações estão ainda em fase de construção e vão surgir no "Dubai South", uma área da cidade que, de acordo com as autoridades, será maior que Hong Kong.

E a ideia desta "cidade de 15 minutos, pioneira nos Emirados Árabes Unidos", garante a consultora imobiliária Rebecca Elyse Roffe, está a captar o interesse de "muitas pessoas", que já se mostraram interessadas em mudar-se para a Expo City.

"Estão realmente entusiasmadas com a ideia de poderem completar 90% das tarefas diárias a uma distância de 15 minutos, com uma pequena caminhada ou um passeio de bicicleta a partir de casa", afirma.

Com a Expo 2020 no epicentro da transformação, o Dubai espera manter vivo o legado do evento internacional e atrair mais pessoas e empresas a esta cidade do futuro, nos próximos anos.