Vídeo

Ucranianos que partem de áreas ocupadas pela Rússia na sequência dos chamados referendos