O Atlas da Contraceção já contribuiu para alterações legislativas em sete Estados-membros

Atlas da Contraceção mostra disparidades de acesso na Europa

As taxas mais altas são em França (93%) e na Bélgica (92%), as mais baixas na Polónia (33%) e na Hungria (40%). Portugal tem uma taxa de 74%.