Última hora

Última hora

A ilha flutuante de Seul

Em leitura:

A ilha flutuante de Seul

Tamanho do texto Aa Aa

A capital sul-coreana alberga a maior ilha artificial flutuante do mundo. A construção do rio Han foi inaugurada recentemente. Trata-se de um conjunto de três edifícios interligados, projetados para acolher concertos, convenções, exposições, restaurantes e outros espaços de negócio e de lazer. As autoridades esperam que a ilha se torne uma atração para os sul-coreanos e para os turistas estrangeiros.

O projeto resultou duma parceria público-privada, orçada em cerca de 60 milhões de euros, e é o coração do plano de renascimento do rio.

Choi Heung-Soon, do Governo Metropolitano de Seul: “As margens do rio foram desenvolvidas com projetos residenciais e o rio era apenas algo para onde se olhava. Agora, com a ilha flutuante, podemos verdadeiramente usufruir do rio e criar uma nova cultura.”

O rio Han foi durante muito tempo um elemento essencial na vida de Seul. Mas nas últimas décadas os habitantes e as autoridades da capital sul-coreana viraram-lhe as costas. Agora pretendem inverter a situação e estão a ser desenvolvidos inúmeros projetos, dentro e fora de água.

Das pranchas dos arquitetos até à inauguração foram necessários muitos meses de trabalho e enfrentar um grande desafio: manter a estrutura a flutuar e criar um conjunto amigo do ambiente. O responsável pelo projeto confessa que foi preciso inventar tecnologias revolucionárias para evitar qualquer tipo de risco.

Choy Won-cheol, Daewoo Engineering & Construction: “O rio Han atinge os 16 metros de altura durante as cheias de Verão, quando sobe o nível das águas. Claro que durante as cheias a ilha deve permanecer a flutuar, o que requer uma tecnologia bastante complexa. O conjunto pesa quase 4 mil toneladas.”

Um sistema de vigilância permanente controla os movimentos do conjunto, e se um dos elementos se afasta um metro da posição original é acionado um mecanismo para o recolocar no seu lugar. Existem outras ilhas artificiais no mundo mas esta é a maior, a mais complexa e a única a repousar num sistema de boias

Com este projeto a Coreia do Sul sonha poder acolher grandes eventos mundiais, embora a competição entre países seja enorme.

Jo Deokhyun, da organização sul-coreana de turismo: “Não existe nada como a ilha flutuante no rio Han onde se possa receber encontros internacionais e convenções, apesar de este ser um dos locais mais populares entre os coreanos e os visitantes estrangeiros.”

A ilha pode receber milhares de pessoas. O centro de conferências, por exemplo, tem uma capacidade de 700 lugares. E o interesse que suscita estende-se aos turistas estrangeiros.

Quando chega o pôr-do-sol, a magia das luzes entra em ação A ilha flutuante situa-se perto de outra atração de Seul, o espetáculo de água e luz na ponte Banpo. Apesar do conjunto já ter sido inaugurado, ainda há muito trabalho para terminar o complexo. A ilha deve estar completamente operacional em Setembro.